Sonhar é preciso

Ela partia sempre.  Dava as costas àquilo pelo que lutara muito e fugia, não sabia exatamente do  que. Ouvia o som do alarme e corria, quase em desespero, com o coração a cavalgar furioso. Às vezes, acordava no meio da noite com...

leia mais

As cores da liberdade

A água escorria suave ao longo do corpo, desenhando fios de calor. No rosto, ela moldava uma cortina, bordada com o relevo das lágrimas que deslizavam teimosas, sem se misturar. Na cabeça girava um turbilhão de pensamentos,...

leia mais

Cheiro de terra e gosto de liberdade

Os pés, descalços, doíam muito. O que mais incomodava era a ardência do atrito prolongado pela caminhada que já entrava no terceiro dia. Doíam também os tornozelos, inchados por causa da temperatura escaldante. A pele, coberta...

leia mais

De volta ao invisível

Ela adotara uma tática quase infalível, apesar de dolorosa. Ficar invisível – para tudo e para todos. Coisas, fatos, pessoas passavam, mas não a viam. Acostumaram-se, todos, com aquilo. Instalou-se, assim, uma espécie de zona de...

leia mais

O mundo perdeu Naracy

No mesmo dia em que morria o inesquecível Michael Jackson, despedia-se da vida, também, o Naracy. Não branqueou a pele, não afinou o nariz, não teve a menor ligação com pedofilia, nem cantar ele sabia. Nunca lhe passou pela...

leia mais

Sobre a dor e sobre a cura

Quando o primeiro deles partiu, a dor tirava o fôlego. Apertava o peito, retorcia o estômago numa ardência  gelada, sem parar. O coração, na ânsia de não se entregar, batia celerado, e como os órgão todos  sentissem aquela dor,...

leia mais

Lembranças

Os finos dentes do pente iam destruindo os grossos cachos ruivos, que deixavam um rastro sinuoso, curvas convictas de seu lugar. As mãos, nervosas, alisavam aquele cabelo, livrando-se da camada de gel e moldando, aos poucos, uma...

leia mais

De sonhos e verdades

Sentada com as pernas entreabertas, pontas de pés para dentro, uma saia muito justa, que deixava à mostra as coxas finas e as meias rasgadas, ela olhava para um lugar distante, fixado num calendário que sequer podia decifrar....

leia mais

Luz no fim do túnel

Uma tontura esquisita, gostosa, tomava conta da cabeça, embaralhava tudo, misturando esquerda e direita, frente e trás. Deixava no ar um cheiro de passado, de infância, de chiclete de melancia.   As pernas, entre trêmulas e...

leia mais

Sobre medos e vitórias

Despiu-se lentamente, deslizando para o fundo da banheira. A água, quente, gostosa, quase queimando, provocava um arrepio no corpo, ao mesmo tempo em que os ombros, descobertos, sentiam um choque quase gelado. Esfregar  com...

leia mais